Indústria de Lingerie e Moda Praia com alto padrão de qualidade e tamanhos inteligentes do 40 ao 56. Acompanhe nossos conteúdos e novidades!

4 cuidados essenciais que você deve ter com sua roupa íntima

Dúvidas 108978-4-cuidados-essenciais-que-voce-deve-ter-com-sua-roupa-intima

Provavelmente você já deve saber que existem alguns cuidados com a roupa íntima que são essenciais, não é verdade?

Isso acontece porque as peças são extremamente delicadas e estão em constante contato com sensíveis partes do corpo da mulher. Por esse motivo, é importante mencionar que ter uma atenção a mais contribui para a durabilidade e a qualidade das peças, além de evitar a proliferação de bactérias e fungos

Pensando nisso, resolvemos apresentar neste post alguns cuidados fundamentais que você deve ter com a sua própria roupa íntima. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

1. Lave as roupas íntimas corretamente

Manter as roupas íntimas limpas e higienizadas faz toda a diferença em relação à durabilidade — e também ajuda a manter a sua saúde íntima em dia. Por esse motivo, a dica aqui é lavá-las separadamente com água corrente morna e com sabão neutro, enxaguando bem e colocando para secar logo em seguida.

Uma prática saudável é lavar as peças diariamente no banho. No entanto, evite deixá-las penduradas no local, já que isso pode provocar contaminações e o aparecimento de fungos e outros microrganismos que crescem em ambiente mais úmidos.

2. Passe-as com um ferro depois de secas

Depois que as peças secarem de forma natural em um lugar seguro, arejado e longe de poluição e de bactérias, o ideal é passá-las com um ferro, assim como qualquer outra peça de roupa.

Essa etapa é importante para que as altas temperaturas entrem em contato com o tecido — principalmente a parte do fundo de algodão (ou forro) — e acabe com bactérias e até mesmo verminoses que possam estar presentes.

3. Guarde-as por cor

Outro bom hábito está relacionado à forma de guardar as peças íntimas. Nesse sentido, a ideia é que, depois que as peças já estiverem secas e passadas, você as dobre e separe por cor, guardando em um local seco e arejado.

Isso é importante porque elimina as possibilidades de contaminação e evita o aparecimento de bactérias, como já mencionamos, além de impossibilitar que uma peça de cor mais clara acabe manchando por ficar junto com alguma de cor bem vibrante, se desgastando com mais rapidez.

Uma boa dica para garantir que elas fiquem sempre em um local limpo e longe de poeiras e outros agentes é colocá-las em um saco de TNT e só depois nas gavetas. Evite jogar perfumadores, pois esse tipo de produto pode estragar as peças e ainda causar alergia com o tempo.

Lembre-se que as roupas íntimas devem ter um local separado no seu armário para ficar guardadas, sem entrar em contato com outros itens — inclusive biquínis e roupas de banho.

4. Utilize bactericidas quando necessário

Por fim, é indicado utilizar bactericidas caso você esteja fazendo algum tratamento contra fungos e bactérias. Isso evita contaminações, elimina os microrganismos presentes no tecido e aumenta a durabilidade da peça.

Além disso, é importante manter as mãos e as unhas sempre higienizadas ao manusear as roupas, preferencialmente lavando-as com água e sabão antes e depois de qualquer ação que envolva as peças.

Agora que você já sabe quais cuidados com a roupa íntima são essenciais, não perca tempo: pratique-os e mantenha peças de qualidade, confortáveis e de longa durabilidade no seu guarda-roupas.

Se você gostou do artigo, não deixe de conferir qual é o modelo de sutiã ideal!